Alto Fluxo em Neonatologia – Indicações e Vantagens


A cânula nasal de alto fluxo (High flow nasal cannula – HFNC) não é igual à uma cânula tradicional com altos fluxos de oxigênio; esse sistema requer uma umidificação adequada (chegando a 100% de umidade relativa), além de possuir aquecimento do gás até 37° e ajuste de FiO2 de 21 a 100%, isso utilizando fluxos maiores ou iguais a 60L/min.

A princípio o sistema de HFNC foi introduzido como uma alternativa ao CPAP para recém-nascidos prematuros, e, com o tempo, seu uso foi ampliado para outras categorias de pacientes, além de tornar-se mais comum na prática clínica.


Qual o mecanismo de ação?

Em neonatologia os mecanismos de ação do HFNC não estão completamente identificados, apesar do sistema ser seguro e, na maioria dos casos, uma ferramenta efetiva para o suporte ventilatório de recém-nascidos e recém-nascidos prematuros.

Um estudo de Liew, et al (2019) descreve que, utilizando fluxos entre 2 – 8L/min, a pressão entregue pelo sistema depende do fluxo ajustado, e que o peso do recém-nascido, além de sua idade, a abertura da boca e a proporção da cânula para a narina também são fatores determinantes.

Esse mesmo estudo indica que a pressão nasofaríngea ao final da expiração foi significativamente maior quando a cavidade oral estava fechada. Foi relatado, também, que vazamentos a partir de 30% já reduzem a pressão entregue.

Também pode-se observar que o gás aquecido pode prevenir broncoespasmo (ao reduzir o dano e o estímulo do ar frio na mucosa respiratória), além de melhorar a complacência pulmonar e auxiliar na manutenção da temperatura corporal, reduzindo a perda de calor.

E, também, o fluxo de ar promove a “lavagem” do CO2 residual na nasofaringe, reduzindo o espaço morto e aumentando a eficiência da ventilação pulmonar.

A literatura mostra que, em neonatos, o HFNC tem efeitos similares ao CPAP, com a vantagem adicional de que as cânulas de alto fluxo estão relacionadas à menor incidência de lesão de septo nasal.


Quais são as vantagens?

A terapia com HFNC devido à umidificação preserva a mucosa nasal, que é bastante sensível nessa faixa etária, além disso, melhora a função mucociliar. Também foi relatado um aumento da tolerância e do conforto dos pacientes com a terapia e a redução do esforço ventilatório.

Alguns estudos também mostram que, a terapia com HFNC é percebida pela equipe como mais fácil de administrar e que é mais confortável para os bebês, o que também explica a popularidade dessa intervenção.


Quais as indicações?

O HFNC pode ser utilizado como uma abordagem de suporte respiratório em bebês e crianças que apresentam algum tipo de desconforto. Vários estudos descrevem a efetividade do HFNC na bronquiolite, sugerindo a redução do trabalho ventilatório e a necessidade de ventilação invasiva e não invasiva.

O alto fluxo também pode ser utilizado após a extubação, sendo demonstrado em alguns estudos que este suporte é seguro e efetivo em reduzir a falha da extubação em recém-nascidos prematuros.

Em pós cirúrgico cardíaco, o HFNC pode ser um aliado ao melhorar a oxigenação no período após a extubação, isso quando comparado a cânulas tradicionais de oxigênio à baixo fluxo.



Os ventiladores Fleximag MAX possuem a Terapia de O2 (Alto Fluxo) como recurso para a UTI Neonatal!



Referências

Colleti Junior J, Azevedo R, Araujo O, Carvalho WB. High-flow nasal cannula as a post-extubation respiratory support strategy in preterm infants: a systematic review and meta-analysis. J Pediatr (Rio J). 2020 Jul-Aug;96(4):422-431. doi: 10.1016/j.jped.2019.11.004. Epub 2020 Jan 15. PMID: 31951817.

El-Farghali OG. High-Flow Nasal Cannula in Neonates. Respir Care. 2017 May;62(5):641-642. doi: 10.4187/respcare.05566. PMID: 28442592.

Li SN, Li L, Li CL, Zhou SP, Lu WC. The safety and effectiveness of heated humidified high-flow nasal cannula as an initial ventilation method in the treatment of neonatal respiratory distress syndrome: A protocol for systematic review and meta-analysis. Medicine (Baltimore). 2020 Nov 13;99(46):e23243. doi: 10.1097/MD.0000000000023243. PMID: 33181713; PMCID: PMC7668501.

Liew Z, Fenton AC, Harigopal S, Gopalakaje S, Brodlie M, O'Brien CJ. Physiological effects of high-flow nasal cannula therapy in preterm infants. Arch Dis Child Fetal Neonatal Ed. 2020 Jan;105(1):87-93. doi: 10.1136/archdischild-2018-316773. Epub 2019 May 23. PMID: 31123057; PMCID: PMC6951230.

Lodeserto FJ, Lettich TM, Rezaie SR. High-flow Nasal Cannula: Mechanisms of Action and Adult and Pediatric Indications. Cureus. 2018 Nov 26;10(11):e3639. doi: 10.7759/cureus.3639. PMID: 30740281; PMCID: PMC6358040

Mikalsen IB, Davis P, Øymar K. High flow nasal cannula in children: a literature review. Scand J Trauma Resusc Emerg Med. 2016 Jul 12;24:93. doi: 10.1186/s13049-016-0278-4. PMID: 27405336; PMCID: PMC4942966.

Wheeler CR, Smallwood CD. 2019 Year in Review: Neonatal Respiratory Support. Respir Care. 2020 May;65(5):693-704. doi: 10.4187/respcare.07720. Epub 2020 Mar 24. PMID: 32209710.



45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo