Qual a influência da ventilação pulmonar na manutenção do pH fisiológico?

October 28, 2019

O sangue é um meio líquido e tem pH próprio, que indica seu grau de acidez, alcalinidade ou neutralidade. Para garantir o adequado trabalho das células e do metabolismo corporal, o pH do sangue deve se manter levemente alcalino, com níveis entre 7,2 e 7,5. Desvios para mais ou para menos podem afetar o funcionamento de muitos órgãos e, por isso, nosso corpo tem mecanismos que ajudam a regulação dos níveis de pH. Um deles é a ventilação pulmonar.

 

Ao eliminar gás carbônico na expiração, a ventilação pulmonar diminui a acidez do sangue, contribuindo para que ele mantenha o nível de alcalinidade desejável.  Isso é importante não somente para o trabalho das células e órgãos do corpo como um todo, mas também porque o pH ácido traz uma série de consequências para a saúde, como a baixa na imunidade, que abre portas para doenças.

 

Ventilação inadequada: pH comprometido pode trazer riscos

 

A importância da ventilação pulmonar na regulação do pH fisiológico fica clara em quadros de saúde que envolvem o sistema respiratório. Quando uma pessoa tem enfisema pulmonar, pneumonia, bronquite ou asma, por exemplo, ela pode ficar com a respiração deficiente e, com isso, ter reduzida a eliminação do gás carbônico pelo corpo. Assim, com a maior concentração desse gás no sangue, o pH diminui e pode-se chegar à chamada acidose respiratória, com sintomas como falta de ar e desorientação, que pode evoluir para o coma. Um pH sanguíneo muito baixo traz ainda risco de morte.

 

 

Quando uma pessoa respira muito rapidamente, por sua vez, ocorre a diminuição do gás carbônico no sangue e o aumento do pH. Nesse caso, estamos falando de uma alcalose e ela também pode representar risco de morte, se for acentuada. Alguns dos sintomas podem ser respiração ofegante, rigidez muscular e convulsões. A alcalose pode ocorrer em diferentes situações, desde um ataque de ansiedade até doenças pulmonares. 

 

Ventilação adequada: organismo equilibrado

 

A ventilação pulmonar, seja ela realizada naturalmente ou induzida de forma mecânica, é essencial para a regulação do pH fisiológico. Ao permitir a eliminação de gás carbônico do organismo, diminui a acidez do sangue e contribui para que ele se mantenha levemente alcalino, condição necessária ao adequado funcionamento do corpo. Uma ventilação deficiente ou exagerada pode acarretar acidose ou alcalose respiratória e ambos os cenários são preocupantes. A ventilação adequada é, portanto, fator indispensável para um organismo equilibrado e menos suscetível a doenças e outros males.

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Transporte aéreo investe em tecnologia de ponta para ganhar mercado

July 16, 2016

1/1
Please reload

Posts Recentes