Análises durante a ventilação pulmonar mecânica

July 24, 2019

A ventilação pulmonar mecânica é um recurso essencial no suporte à vida. Contudo, para que ela possa ser eficaz na recuperação clínica de um paciente, é fundamental o monitoramento contínuo de alguns parâmetros. Eles indicarão a necessidade ou não de ajustes na ventilação, conforme são as respostas do paciente ao suporte ventilatório. O controle desses parâmetros também previne complicações e permite que as intervenções médicas sejam imediatas e efetivas quando ocorrem alterações significativas no quadro clínico.

 

Os parâmetros básicos que devem ser monitorados são:

 

· Volume corrente inspiratório e expiratório

· Tempo inspiratório

· Frequência respiratória

· Volume minuto.

· Fração inspirada de oxigênio

· Relação inspiração/expiração

· Fluxo insp máximo 

· Limite de pressão nas vias aéreas (VAS)

· Pressão média nas VAS

· Pressão platô

· Auto-PEEP e volume aprisionado

· Pressão expiratória final positiva 

 

Com o avanço tecnológico cada vez maior dos ventiladores mecânicos, é possível realizar, de forma prática e segura, um controle contínuo desses indicadores. Equipamentos modernos permitem o acompanhamento permanente das curvas de pressão nas vias aéreas, do fluxo inspiratório e do volume corrente durante cada ciclo respiratório. Com isso, profissionais de unidades de terapia intensiva, por exemplo, conseguem rapidamente identificar um funcionamento inadequado do aparelho diante do quadro clínico enfrentado e ajustar suas funções para que correspondam às necessidades de cada paciente. 

 

Os parâmetros monitorados possibilitam ainda calcular índices de complacência estática/dinâmica; cálculo da curva pressão/volume (curva PXV); resistência nas vias aéreas tanto na fase inspiratória quanto expiratória; e trabalho respiratório (esforço respiratório). Com efeito, todos esses recursos adicionais, possibilitam as melhores tomadas de decisão no manejo de pacientes em estado crítico. Alguns aparelhos fazem esses cálculos de forma automática. 

 

A evolução positiva de um paciente submetido a suporte ventilatório artificial depende de um cuidado contínuo. Esse cuidado garante que a ventilação esteja sendo aplicada da forma adequada e permite que qualquer alteração seja imediatamente considerada nas intervenções médicas. Acompanhar continuamente a resposta dos pacientes ao suporte respiratório é, portanto, um fator decisivo no sucesso do tratamento e determinante para a eficácia da ventilação mecânica.

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Transporte aéreo investe em tecnologia de ponta para ganhar mercado

July 16, 2016

1/1
Please reload

Posts Recentes