• beatrizsantos4

Monitoramento do paciente durante a ventilação pulmonar mecânica



A ventilação pulmonar mecânica é eficaz no suporte à vida e na recuperação clínica dos pacientes com quadros severos de insuficiência respiratória. O monitoramento do paciente é determinante, pois permite a mensuração de diversos parâmetros sob a ventilação mecânica, indicando a necessidade de ajustes na ventilação, prevenindo complicações e possibilitando intervenções médicas imediatas, caso seja necessário.

Os parâmetros básicos para o monitoramento do ciclo respiratório mecânico são:

Volume corrente (VT) – Equivale ao volume do gás movimentado durante uma respiração (inspiratória e expiratória).

Tempo inspiratório (Ti) – Período que leva para a inspiração se completar. Geralmente em torno de dois terços do ciclo respiratório.

Tempo total (Ttot) – Tempo total de um ciclo respiratório.

Frequência respiratória (f) - Número de ciclos respiratórios que o paciente realiza em um minuto.

Volume minuto (MV) – Volume total de gás mobilizado durante um minuto, sua fórmula é MV = f x VT.

Fração inspirada de oxigênio (FIO2) - Proporção de oxigênio contida no ar inspirado, no caso aqui no ar fornecido pelo ventilador, podendo variar de 21% a 100% (0,21 a 1,0).

Relação inspiração/expiração (Rel I:E) - Durante respiração espontânea normal, é de 1:1,5 a 1:2 com tempo inspiratório de 0,8 a 1,2 s. Durante a ventilação mecânica, ela dependerá do volume corrente, da frequência respiratória, do fluxo inspiratório e da pausa inspiratória.


Fluxo inspiratório (Vi) – Volume de gás que gera na inspiração do ventilador, corresponde a velocidade com que o ar será administrado no paciente.

Pico de pressão inspiratório (PIP) – É a pressão máxima atingida durante a inspiração no ciclo de ventilação mecânica.

Pressão platô (P.Plat) – Valor de pressão das vias aéreas, medida no momento da pausa inspiratória.

Pressão expiratória positiva final (PEEP) - Pressão das vias aéreas ao final da expiração, tem como função a expansão alveolar, a melhora da troca gasosa, melhora da oxigenação.

Os equipamentos de ventilação pulmonar mecânica fornecem informações sobre as curvas de pressão nas vias aéreas, o fluxo inspiratório e o volume corrente em cada ciclo respiratório, o que permite o acompanhamento permanente do quadro e da evolução do paciente, de forma prática e segura.


Por meio do monitoramento é possível calcular a complacência estática e dinâmica; o cálculo da curva pressão/volume (curva PXV); a resistência nas vias aéreas tanto na fase inspiratória quanto expiratória; e trabalho respiratório do paciente (esforço respiratório), permitindo a melhor tomada de decisão sobre o tratamento pela equipe médica.


O acompanhamento do paciente e os parâmetros da ventilação pulmonar mecânica, são fundamentais para a eficácia da ventilação e para o sucesso do tratamento, além de combinação de exames gerais e avaliação clínica.

331 visualizações
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon

Rua Maquerobi, 201

04053-030 | São Paulo | SP | Brasil

marketing@magnamed.com.br

+55 11 3889-6910

Parque Industrial San José

Rua Santa Mônica, 801/831

06715-865 | Cotia | SP | Brasil

+55 11 4615-8500

MagnaService

+55 11 4615-8500