EPIs para profissionais de saúde no combate ao coronavírus

EPIs para profissionais de saúde no combate ao coronavírus


Para proteger os profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, órgãos como a Anvisa e a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade disponibilizaram recomendações e orientações sobre as medidas de prevenção, uso de equipamentos e materiais, manipulação com os pacientes e descarte do lixo.

O uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) é primordial para os agentes de saúde no ambiente hospitalar e no atendimento dos pacientes com suspeita ou infectados pelo novo coronavírus, bem como a higienização das mãos e dos materiais, a limpeza e desinfecção de superfícies, o processamento das roupas, além cuidados específicos para Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), unidades de diálise e serviços de gastroenterologia e odontologia.

Abaixo listamos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e suas recomendações de uso:

Para profissionais de saúde no cuidado direto com o paciente

  • Máscara Cirúrgica

  • Capote

  • Luvas

  • Proteção ocular (óculos ou máscara facial)

Para profissionais de saúde nos procedimentos que geram aerossóis em pacientes com COVID-19

  • Máscara N95 ou FFP2

  • Capote

  • Luvas

  • Proteção ocular

  • Avental

Para profissionais da higiene e limpeza dos hospitais no quarto do paciente com COVID-19

  • Máscara cirúrgica

  • Capote ou avental

  • Luvas de trabalho pesado

  • Proteção ocular (se houver risco de respingo de materiais orgânicos ou químicos)

  • Botas ou sapatos de trabalho fechados

Também listamos abaixo as principais orientações para os profissionais de saúde. Confira:

Antes e após o contato com os pacientes (com suspeita ou infectados)

A higiene das mãos deve durar pelo menos 50 segundos e incluir: lavagem do dorso, entre os dedos, debaixo das unhas e polegares; secagem com papel descartável.

No contato com pacientes suspeitos e/ou confirmados e acompanhantes

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) - máscara cirúrgica, capote, luvas e proteção ocular (óculos ou máscara facial) - devem ser utilizados com a devida colocação e descarte dos equipamentos utilizados e/ou contaminados.

Em procedimentos de ventilação pulmonar

Nestes casos, os profissionais devem trocar a máscara cirúrgica por uma máscara N95/PFF2 ou equivalente, ao realizar procedimentos geradores de aerossóis como intubação ou aspiração traqueal, ressuscitação cardiopulmonar, ventilação manual antes da intubação,coletas de amostras nasotraqueais, broncoscopias, entre outras.


0 visualização
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon

Rua Des. Eliseu Guilherme, 292

04004-030 | São Paulo | SP | Brasil

marketing@magnamed.com.br

+55 11 3889-6910

Parque Industrial San José

Rua Santa Mônica, 801/831

06715-865 | Cotia | SP | Brasil

+55 11 4615-8500

MagnaService

+55 11 4615-8500